Docentes aderem à luta das creches

Os docentes se juntaram à luta em defesa da educação infantil da USP. Em assembleia nesta quinta-feira, dia 12,, a Adusp aprovou moção de repúdio a iniciativas contra as creches/pré-escolas e declarou apoio irrestrito às ações para manter o programa funcionando.

Para os docentes, o caso das creches é similar ao do HU e do HRAC, pois revela uma visão estreita da atual gestão na Reitoria do que seriam as atividades-fim da universidade. Todos estão ameaçados, pela lógica simplista do corte de verbas. Ocorre que a educação infantil na USP não representa apenas assistência social; envolve também ensino e pesquisa, como sustentaram diversos docentes em suas intervenções.

Os docentes são um dos públicos atendidos pelas creches, que recebe ainda crianças filhas de funcionários e alunos. A questão da educação infantil foi incluída formalmente na pauta da assembleia do dia 12, que tratou também de dois outros assuntos relevantes: campanha salarial e HU/HRAC.

A Reitoria já deu sinais de que planeja encerrar o programa de creches – o principal deles, a eliminação de 141 vagas que seriam ocupadas por novas crianças em 2015, praticamente um quarto da capacidade atual das creches.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s