USP tenta acordo sobre creches com Prefeitura, mas negociação não evolui

A Secretaria Municipal de Educação de São Paulo esclareceu nesta quarta-feira (25/3) que não existe nenhuma negociação em andamento com a USP envolvendo a rede de Creches/Pré-escolas da universidade. Também informou que nunca faz acordos em que um interessado cede terrenos, prédios ou profissionais em troca de uma reserva de vagas na rede municipal ou em uma creche municipal específica. Ou seja, se a Reitoria pretende levar adiante o desmonte das Creches/Pré-escolas da USP, não poderá contar com a municipalização das creches que possui hoje –no máximo poderá ceder a estrutura, sem nenhum compromisso de vaga por parte da Prefeitura.

Se a USP ficar sem creche, não há nenhum plano B possível envolvendo a Prefeitura de SP para alunxs, funcionárixs e docentes que hoje têm seus filhos matriculados ou para novos interessados. Também não haveria possibilidade de manter os atuais educadores –a quem a USP nega o reconhecimento da condição de professor– trabalhando em instalações mantidas pela Prefeitura paulistana.

Segundo Joane Vilela Pinto, assessora do secretário Gabriel Chalita que se reuniu com integrantes da Comissão de Mobilização das Creches nesta quarta-feira, existe uma fila para atendimento da demanda por educação infantil no município e ela sempre é respeitada. Se houvesse a doação de um prédio ou terreno da USP, a Secretaria jamais garantiria vagas para os públicos da universidade –prática que seria o equivalente a “furar a fila”.

Se não há negociação em andamento, não foi por falta de disposição inicial da Reitoria da USP. Em encontro recente para discutir outros assuntos com o secretário Gabriel Chalita, o pró-reitor Antonio Carlos Hernandes (Graduação) cogitou doar um terreno da universidade para construção de creche municipal, mas indagou se a universidade poderia reservar vagas para o público USP. Diante da negativa dos representantes da Prefeitura de SP, a USP não levou a conversa adiante, aparentando desinteresse. Há informações de que o terreno que seria negociado é contíguo à Cidade Universitária, atrás do HU (Hospital Universitário).

Joane Vilela Pinto se comprometeu, em nome da Secretaria Municipal da Educação, a informar à comunidade da USP sobre qualquer nova proposta feita pela universidade e a incluir a Comissão de Mobilização das Creches em qualquer eventual negociação que envolva a educação infantil.

As informações da Prefeitura de São Paulo revelam que a Reitoria age de maneira sorrateira e desinformada na questão das creches. A Reitoria fechou 141 vagas neste início de ano — o equivalente a um quarto do total de crianças atendidas nas cinco unidades da universidade. Não houve informação prévia nem à gestão de cada unidade e chegou a ser feita seleção normal das crianças que iriam ingressar — no interior, a lista dos selecionados foi divulgada e as matrículas foram feitas. O boato que sempre correu os corredores da SAS (Superintendência de Assistência Social) era de que seu superintendente , Waldyr Jorge, contava com a municipalização das creches para cortar gastos a pedido do reitor Zago. Agora fica claro que, além da falta de transparência, o plano para as creches se caracteriza pela desinformação.

A situação das creches tem paralelo com a vivida pelo HU e pelo HRAC, de Bauru. No ano passado, o reitor Zago tentou passar a gestão dos dois hospitais para o Estado, mas a operação foi barrada pelo próprio governador Geraldo Alckimin, que o colocou no cargo. Agora, os hospitais estão sendo progressivamente desmontados. Hospitais e creches são vistos pelo atual reitor como assistência social, que não é atividade-fim da universidade e merece sofrer corte de gastos. Na verdade, todos desenvolvem atividades de pesquisa, ensino e extensão, além de representarem direito dos funcionários e apoio à permanência estudantil na universidade.

Anúncios

Um comentário sobre “USP tenta acordo sobre creches com Prefeitura, mas negociação não evolui

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s