Pesquisa e extensão são atividades das creches USP; conheça os números

Engana-se quem pensa, como o reitor Marco Antonio Zago, que as creches/pré-escolas da Universidade de São Paulo são somente assistência social. Dados preliminares levantados nos cinco estabelecimentos de educação infantil da USP apontam que 99 teses, dissertações e iniciações científicas foram produzidas entre 2009 e 2014. Os dados incluem somente atividades oficializadas junto às gestões.

Nesse período, as equipes das creches apresentaram 182 trabalhos em congressos, simpósios, colóquios, entre outros eventos acadêmicos. Foram 6.555 visitas monitoradas feitas por educadores que vieram conhecer as particularidades desses estabelecimentos, como o conceito de creche aberta, os pneus adaptados para os bebês tomarem mamadeiras, entre outras boas ideias. Ainda neste últimos cinco anos, as creches da USP, três delas localizadas no campus Butantã e duas no interior (Ribeirão Preto e São Carlos) receberam 681 estagiários.

O corte de 141 vagas realizado este ano –cerca de um quarto do total– e a falta de reposição de funcionários dos estabelecimentos significam a extinção de um espaço importante de pesquisa relacionado à educação infantil, à saúde e desenvolvimento das crianças. Sabe-se que o investimento em educação nesse período da vida tem impactos significativos no futuro.

Veja os dados por estabelecimento de ensino no link abaixo:

Dados Pesquisa Creches 2009-14

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s