Você busca vaga nas creches USP? Preencha o formulário

A Associação de Pais e Funcionários da Creche Oeste, localizada no campus Butantã, está realizando uma pesquisa para averiguar a demanda por vagas em creches da USP entre funcionários docentes e não-docentes, estudantes de graduação e pós-graduação, além de pós-docs, de toda a Universidade no próximo ano.

A iniciativa tem como objetivo demonstrar a necessidade da retomada do processo de seleção socioeconômica, que era realizada anualmente até 2015, quando por uma decisão arbitrária da reitoria ela foi extinta.

As cinco creches administradas pela SAS, localizadas nos campi Butantã (Oeste e Central), Saúde Pública, São Carlos e Ribeirão Preto possuem atualmente vagas ociosas, além de funcionários e equipamentos subutilizados. Ou seja, por um lado há grande oferta e, por um lado, queremos verificar qual é o tamanho da demanda.

O formulário é eletrônico e leva poucos segundos para ser preenchido. Devem preencher aqueles que têm vínculos conforme descritos anteriormente, que possuem dependentes de zero a cinco anos. O preenchimento não garante vaga, apenas fortalece nossa luta em prol da reabertura das vagas ociosas.

Preencha já o formulário no link abaixo:

https://docs.google.com/a/ib.usp.br/forms/d/e/1FAIpQLSfCwdx5EhPa0ge-yCud5d9edkAMoeLUTds5M1tgn2EkZVi6pA/viewform

Anúncios

Escritora se emociona com vídeo das Creches/Pré-Escolas da USP

A escritora Clara Averbuck, conhecida também por sua atuação na defesa dos direitos da mulher, publicou nota em que diz ter se emocionado com nosso vídeo endereçado ao Conselho Universitário da USP.

‘Entenda o que está rolando e seque a inevitável lagriminha que vai escorrer antes mesmo do final’, diz Clara. Ela também pede para que seus leitores assinem nossa petição.

Leia a nota abaixo:

Video-carta emociona e mostra a importância das creches da USP

Assine nossa petição pela reabertura imediata de vagas nas Creches/Pré-Escolas da USP.

http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR94941

TV mostra tentativa de fechamento da creche na USP de São Carlos

 

A EPTV, afiliada da Globo no interior de São Paulo, realizou reportagem sobre a tentativa de fechamento silenciosa da Creche/Pré-Escola do Campus de São Carlos.

Veja abaixo a reportagem:

http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/jornal-da-eptv/videos/t/edicoes/v/pais-e-professores-criticam-reducao-no-n-de-vagas-de-creche-da-usp/5382350/

Leia abaixo a matéria completa no G1:

http://g1.globo.com/sp/sao-carlos-regiao/noticia/2016/10/pais-e-professores-criticam-reducao-no-n-de-vagas-de-creche-da-usp.html

Vídeo e petição mostram ao CO a importância das creches

 

Um vídeo realizado por membros da Comissão de Mobilização das Creches da USP, além de funcionários, pais e mães de crianças que frequentam as creches e pais e mães que aguardam a reabertura das vagas, mostra a importância da manutenção do Programa de Educação Infantil na USP.

A principal intenção deste “vídeocarta” é informar os membros do Conselho Universitário (CO) da USP sobre as atividades prestadas pelo Programa de Educação Infantil da USP nas áreas de pesquisa, ensino e extensão.

Sabe-se que se as creches forem fechadas hoje, a USP economizaria menos de 0,03% de seu Orçamento total.

Veja o vídeo abaixo e compartilhe em suas redes:

 

A comissão também criou um abaixo-assinado para que a comunidade e simpatizantes possam ajudar em nossa luta. A íntegra da petição é a seguinte:

“Nós, abaixo assinados, viemos expressar profundo desagravo à maneira como a rede de Creches e Pré-escolas da Universidade de São Paulo tem sido desmontada pela presente administração desta universidade. Tal rede é fruto de mais de 30 anos de trabalho junto à educação infantil, tornando-se referência em toda a América Latina. Como unidade da USP, atende de forma exemplar à pesquisa de diversos cursos, além de ser fundamental para a permanência estudantil e para as políticas de apoio à mulher. Assim sendo, viemos apoiar a reivindicação de retomada da capacidade de atendimento de toda a rede, que está sendo esvaziada de maneira irresponsável pelos gestores da universidade, sem passar por qualquer instância de decisão democrática desta. Para tanto, reivindicamos:
1. Abertura das vagas para o ano de 2017, incluindo também a abertura das vagas fechadas desde 2015
2. Contratação de profissionais para o atendimento pleno do sistema
3. Retomada do repasse dos recursos necessários para sua manutenção”

Para assinar a petição, acesse o link abaixo:

http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR94941

 

Nosso blog tem novo domínio: pelascrechesdausp

O blog da Comissão das Creches Mobilizadas da USP, grupo integrado por pais, mães e funcionários das Creches/Pré-Escolas da Universidade de São Paulo tem novo domínio: http://pelascrechesdausp.com/

O blog continua no endereço antigo. Mas, para melhor divulgação, foi disponibilizado um novo domínio mais curto. O domínio anterior foi criado em 2014, após uma longa greve pela qual a USP passou, e tinha como objetivo realizar a comunicação interna entre a comunidade da creche Central. Como em 2015 o atual reitor decidiu iniciar o desmonte das creches da universidade, o blog teve de se adequar para divulgar as tentativas sorrateiras de destruir o Programa de Educação Infantil da USP perpetradas pela atual gestão da universidade.

Temos ainda uma página no Facebook com cerca de 1.500 seguidores, que replica as notícias aqui publicadas. É também um canal de comunicação mais direto nosso com os leitores. É possível ainda assinar o blog, ou seja, receber em primeira mão todas as notícias por e-mail. É só colocar o cursor no canto inferior direito e seguir as indicações.

Nossa página no Facebook:

 

 

Apefs das Creches Oeste e Central exigem explicações do reitor

 

As Associações de Pais e Funcionários das Creches/Pré-Escolas Oeste e Central protocolaram ontem, dia 10 de outubro, uma carta endereçada ao reitor Marco Antonio Zago.

Na carta, as Apefs exigem posicionamento da reitoria em relação à reposição de vagas das crianças que deixaram as creches.

Desde o início do impedimento da entrada de novas crianças em qualquer uma das cinco creches administradas pela Superintendência de Assistência Social (SAS) da USP, no início de 2015, a Reitoria e a própria SAS se recusam a informar quando as vagas serão repostas. As creches estão proibidas de receber novos alunos, apesar de terem vagas sobrando, e a USP não explica o porquê dessa decisão.

Por isso, acreditamos que está em andamento uma tentativa sorrateira e silenciosa de fechar os estabelecimentos de ensino premiados, passando por cima de uma decisão que teria de ser referendada pela comunidade e pelo Conselho Universitário. Ou seja, é uma forma de trapacear os mecanismos de decisão da própria universidade.

A Reitoria da USP vem jogando dinheiro público no lixo desde o início de 2015 ao pagar auxílio-creche para funcionários enquanto as creches têm vagas disponíveis para a entrada de novas crianças. Segundo cálculos da comissão, R$ 1,2 milhões serão despendidos com o auxílio até o final de 2016 sem necessidade.

Leia a íntegra da carta entregue ontem:

“Magnífico Reitor Marco Antonio Zago,

Considerando que estamos na época do ano das inscrições/manifestação de interesse para a matrícula e ingresso de crianças para o próximo Ano Letivo/2017 nas creches e pré-escolas da Divisão de Creches da Superintendência de Assistência Social, entendemos que tal procedimento deve ser realizado, em caráter de urgência, objetivando o preenchimento das vagas abertas/existentes.

Destacamos ainda, que os diversos pronunciamentos realizados por esta Universidade desde o início de 2015, de forma verbal, em reuniões com diretores das creches, reuniões com os representantes dos funcionários, reuniões com as Associações de Pais e Funcionários e audiência pública que aconteceu na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, afirmaram que em 2016, no mínimo, as vagas das crianças desligadas em 2015 seriam repostas, sendo que referido procedimento ainda não se efetivou.

O oferecimento de vagas na creche trata-se de direito fundamental das crianças à educação, previsto na Constituição Federal e ECA, devendo todos os procedimentos se iniciarem em tempo hábil a oferecer o resultado útil, bem como deva ser precedido da devida publicidade, com a comunicação e notícia aos interessados, com o objetivo de garantir o preenchimento das vagas ociosas existentes em todas as unidades da SAS, registrando-se, por oportuno, que as Creches e Pré-Escolas Central e Oeste não foram comunicadas até o presente momento acerca do ingresso/manifestação de interesse e/ou matrícula de novas crianças para o Ano Letivo de 2017.

Registramos, por oportuno, a existência de plenas condições de manter o atendimento às crianças e suas famílias em nossas unidades mantendo a nossa qualidade de ensino.

Assim sendo, diante do exposto, nós, representantes legais da Associação de Pais e Funcionários dessas unidades, solicitamos através do presente Requerimento de Informação e providências, a comunicação e notícias por escrito acerca do tema e/ou, caso ainda referido procedimento não tenha se efetivado, seja procedida a abertura imediata das inscrições/manifestação de interesse para as vagas nas creches da Divisão de Creches para o Ano Letivo/2017, com a realização das inscrições/matrículas afins, em caráter de urgência, adotando-se para tal finalidade todas as medidas cabíveis à espécie, em atendimento aos mais basilares princípios de direito e preceitos democráticos.

Requeremos ainda, por fim, que o presente Requerimento de informações e providências seja respondido por escrito, no prazo de 15 (quinze) dias, ainda que referidas medidas já tenham sido adotadas, situação em que deverão ser noticiada e comprovadas a realização, sob pena de a ausência e/ou omissão na resposta por escrito ser considerada como NEGATIVA, autorizando daí a adoção de todas as medidas cabíveis à espécie.

Atenciosamente,

Rogerio Schlegel       Diretor Executivo da APEF da Creche Central

Vanessa Olzon Zambelli     Diretora Executiva da APEF da Creche Oeste”

 

Comunidade promove atividades pelas creches universitárias

cafe-101016cafe-2-1010162016-10-10-photo-00000054

Pais, mães e funcionários das creches Central e Oeste, localizadas no Campus Butantã da USP, promoveram ontem, dia 10 de outubro, atividades para chamar a atenção das investidas sorrateiras da atual reitoria que têm como objetivo fechar esses estabelecimentos de ensino modelo. Além disso, a comunidade promoveu protestos em favor da manutenção dos projetos de educação infantil nas universidade públicas, no que ficou sendo conhecido como o dia de luta pelas Unidades Universitárias de Educação Infantil.

As creches organizaram café da manhã coletivo com ateliê para as crianças no começo do dia e, no final do dia, uma ciranda em frente à Reitoria.

Fotos: Analice